Norsa lança a PlantBottle, PET ecológica da Coca-Cola, no Estado da Bahia

Inicio > Terceiro Setor > Norsa lança a PlantBottle, PET ecológica da Coca-Cola, no Estado da Bahia    
09/12/2010

 

– Nova garrafa da Coca-Cola usa resina a base de cana-de-açúcar para reduzir dependência do petróleo

– Nova garrafa de 600 ml reduz em até 25% as emissões de CO2

– 1 milhão de PlantBottle  serão envasadas por mês na fábrica da Norsa, em Simões Filho

 A Norsa, franqueada da Coca-Cola na Bahia, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte lança a PlantBottle – nova embalagem ecológica cuja produção utiliza 30% de insumos de cana-de-açúcar – em seu maior estado de cobertura: a Bahia.  A partir de dezembro, cerca de 1 milhão de garrafas plásticas do tipo PET da Coca-Cola 600 ml serão envasadas na fábrica de Simões Filho, reduzindo a dependência de recursos não-renováveis, além de diminuir em até 25% as emissões de CO2.

Sem mudança de propriedades químicas, cor, peso ou aparência em relação à PET convencional, a PlantBottle é 100% reciclável e já entra na cadeia de reaproveitamento de materiais consolidada no país desde sua chegada ao mercado.  No mundo, a novidade chegou aos Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá e no Brasil já chegou nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Além dos benefícios ambientais – a expectativa da Coca-Cola Brasil é que, em 2010, a produção inicial das garrafas PlantBottle resulte na redução do uso de mais de cinco mil barris de petróleo – o uso da nova garrafa também traz vantagens à economia do Brasil. Para saber se a garrafa é PlantBottle o consumidor deve procurar pelo logotipo ou por mensagens na embalagem.

“O lançamento coloca a Norsa alinhada com a estratégia da Coca-Cola Brasil de oferecer uma embalagem PET sustentável, que não dependa exclusivamente do petróleo em sua produção”, afirma Sidney Leite, diretor Industrial da Norsa.

Embalagens sustentáveis

A troca integral das garrafas PETS em todo país pela PlantBottle, promovida pelo Sistema Coca-Cola, deverá acontecer até 2014. Com o desenvolvimento da tecnologia liderado pela The Coca-Cola Company, a PlantBottle é fabricada por um processo inovador de transformação da cana-de-açúcar em um insumo do processo de fabricação do polímero PET. Seu plástico é produzido a partir da reação química de dois componentes: MEG (monoetileno glicol), responsável por 30% de seu peso; e PTA (ácido politereftálico), responsável pelos 70% restantes.

 Histórico – Em 2008, a Coca-Cola Brasil criou a plataforma Viva Positivamente com o objetivo de reunir princípios, valores e áreas de atuação prioritárias para que sua operação continue avançando de forma sustentável.  Entre as iniciativas da plataforma no campo das embalagens estão a redução de peso entre 8% e 26% das garrafas PET, dependendo do tamanho. As embalagens de vidro e de alumínio também tiveram seus pesos reduzidos. Outra iniciativa da Coca-Cola Brasil – que também está sendo seguida pela Norsa – foi a implementação da Minitampa, para garrafas PET, com alturas da tampa e do bocal menores que a do padrão tradicional, diminuindo o consumo da resina derivada de petróleo. Seguindo uma política mundial da empresa baseada em três “Rs” – Reciclar, Reduzir e Reutilizar -, delineada na plataforma de sustentabilidade Viva Positivamente, o lançamento da garrafa também está alinhado com a campanha “Consumo Consciente de Embalagens”, no Ministério do Meio Ambiente.

Sobre a Norsa

A Norsa é uma empresa de bebidas fundada em 1998 pela união dos franqueados Coca-Cola nos Estados da Bahia, do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. Com doze anos de existência, alcançou a liderança absoluta do mercado de refrigerantes, Com cinco fábricas (Maracanaú – CE, Simões Filho – BA, Vitória da Conquista – BA,  Macaíba – RN e Teresina – PI), além de 11 centros de distribuição e dois centros de vendas, a empresa conta com mais de quatro mil funcionários e fornece refrigerantes,  sucos,  chás,  energéticos, achocolatado, hidrotônicos, isotônicos e águas, além  dos  produtos Heineken Brasil na região, para cerca de 150 mil pontos-de-venda. Hoje, a Norsa tem 56,91% de participação no mercado (dados Nielsen de outubro 2010). Seu faturamento bruto cresceu de R$ 507,2 milhões em 2002 para R$ 1,283 bilhão em 2009, com um crescimento de 11% em relação ao ano anterior.

 

Deixe um Comentário