Carnaval de Salvador 2018

12/02/2018

Circuito Osmar

A Revista Exclusiva continua a fazer a cobertura do Carnaval de Salvador e trará a você, em sua 29ª cobertura, tudo sobre o Carnaval de 2018.

No Campo Grande, Circuito Osmar, o antigo circuito principal, teve boas atra√ß√Ķes para o foli√£o pipoca, umas patrocinadas pelo Governo do Estado, outras pela Prefeitura local, o que valeu uma disputa cujo vencedor foi o p√ļblico, que voltou a frequentar este circuito tradicional do Carnaval. Tamb√©m foi apurada uma diminui√ß√£o consider√°vel da viol√™ncia, roubos e furtos, apesar de a Pol√≠cia ter mantido um contingente superior no Circuito Dod√ī, o da Barra/Ondina.

Atra√ß√Ķes como Harmonia do Samba, Carla Perez, Psirico, Cl√°udia Leitte, Saulo e L√©o Santana j√° passaram pelo Campo Grande. Hoje, dia 12, segunda feira de Carnaval, muitas outras grandes atra√ß√Ķes participar√£o do Carnaval do Centro da Cidade, onde se ver muita crian√ßas acompanhadas de suas fam√≠lias, com idosos, mulheres fazendo a festa ‚Äď ‚ÄúEstou adorando o Centro. Antes eu tinha medo da viol√™ncia, mas isso foi pra Barra. Trouxe meus filhos e minha m√£e e est√° uma maravilha‚ÄĚ, comentou dona Cleonice, 56 anos, assistente social, moradora da Liberdade.

Barra/Ondina

No circuito que era considerado o alternativo, hoje tomou o espa√ßo e passou a ser o mais importante, onde as empresas despejam todas as verbas de patroc√≠nio; as TVs montam suas grandes estruturas para a cobertura da festa e onde os artistas buscam o seu p√ļblico e a notoriedade da imprensa.: a ‚Äúm√≠dia espont√Ęnea‚ÄĚ.

Aquele circuito √© belo, n√£o se pode negar; muitos camarotes apote√≥ticos, uma centena de trios el√©tricos e artistas disputando p√ļblico e espa√ßo, mas que foi transformado em uma ‚ÄúSodoma‚ÄĚ da contemporaneidade. A orgia √© um abuso ao moral e aos bons costumes. Um abuso da ‚Äúliberdade‚ÄĚ e das prefer√™ncias. Diversos flagrantes de atos libidinosos expl√≠citos espalhados pelas redes sociais revelam o qu√£o grave e nocivo se transforou o direito da liberdade de op√ß√£o. Cenas jamais vistas em via p√ļblica na Bahia. Homens literalmente fazendo sexo com outro em plena via p√ļblica, expondo suas genitais como se fossem c√£es, animais irracionais, sem o menor pudor e respeito por crian√ßas e idosos que inadivertidamente viam. Lament√°vel.

Al√©m da barbaridade da orgia, ainda enfrenta-se a barbaridade da viol√™ncia, mesmo com o poder p√ļblico tendo colocado um efetivo excessivo para proteger o foli√£o das a√ß√Ķes dos ladr√Ķes a arruaceiros. Foram milhares de roubos e furtos registrados e flagrados pelos populares que circulavam na localidade. Os vistosamente turistas foram os mais visados pelos meliantes. A Pol√≠cia agiu e prendeu, mas a legisla√ß√£o √© fr√°gil e ‚Äúopera‚ÄĚ a favor da criminalidade. Outrora a Pol√≠cia ‚Äúbaixava o cassetete‚ÄĚ na vagabundagem, hoje se forem flagrados dando corretivo nos marginais, √© capaz de serem presos.

A desorganiza√ß√£o e o atraso do desfile, sobretudo por conta da parada dos artistas em frente aos camarotes das emissoras de TVs foram a marca do que se precisa mudar no Carnaval da Barra. √Č preciso proibir que se pare um minuto sequer na frente dos camarotes e das emissoras de TV. Isso atrasa todo¬†o planejamento das entidades que pretendem come√ßar seus desfiles¬†nos hor√°rios pr√©-estabelecidos. O cantor Bell Marques reclamou por ter feito o percurso em oito horas, o que seria em torno de cinco a seis horas.

Na quarta feira tudo sobre o Carnaval 2018. Aguarde!

 

Votos: Juarez Carvalho

Deixe um Coment√°rio