NÃO AO CARNAVAL 2021

Inicio > Carnaval de Salvador, Destaque, Eventos, Revista, Últimas Notícias > NÃO AO CARNAVAL 2021    
18/08/2020

NÃO AO CARNAVAL 2021

Não bastou o descumprimento do Decreto de Estado de Emergência do Governo Federal do dia 4 de fevereiro de 2020, que alertava o perigo eminente da chegada do COVID-19, o “vírus chines”, que poderia causar uma tragédia na saúde brasileira, o que culminou com a morte de mais de 100 mil pessoas em todo o Brasil, e agora os mesmos governantes estão pensando e realizar o Carnaval de 2021, ainda que chegue a vacina.

Será uma grande irresponsabilidade realizar esse evento em 2021, ainda que o Carnaval seja postergado  para julho, também em detrimento das festas juninas. Isso será uma prova da irresponsabilidade dos executivos estaduais e municipais brasileiros.

Em 2021 não teve acontecer nenhum tipo de evento do porte do Carnaval em todo o Brasil. Já basta o crime de genocídio que cometeram deixando que acontecesse em 2020, causando a morte de milhares de pessoas em todo o país; prejuízo econômico para tantos outros milhares de pais de família que hoje vive à míngua, devendo o que não poderão pagar, sendo despejados, perdendo seus negócios e causando uma grande onda de desemprego.

Botem suas mãos na consciência e pense um pouco mais. Se cancelarem o Carnaval de 2021, mostrarão que querem consertar o erro que cometeram em 2020, só assim vão recuperar o espaço que sabem que perderam.

Os governantes de permitirem a realização do Carnaval de 2021 serão responsáveis pela morte de milhares que serão contaminados porque, ainda que haja a vacina, a totalidade da população brasileira não será vacinada, sem contar os milhares de turistas de outros países que virão para esses eventos. Não repitam o crime que cometeram em 2020! Se isso acontecer, será a complementação do genocídio, que agora culpam o Presidente da República.

Prefeito ACM Neto adia Carnaval de Salvador para julho

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), confirmou, nesta segunda-feira, dia 17, a mudança do Carnaval da capital baiana. A festa ficou prevista para acontecer no meio do mês de julho de 2021. A decisão ocorreu após reunião com empresários do setor, aqueles que não se importam com a população, que visam exclusivamente os seus interesses, os lucros fenomenais que têm nesse período, inclusive, segundo fontes não oficiais, o próprio prefeito que é sócio de camarotes, blocos e afins.

Essa medida absolutamente nada tem a ver com a preocupação com a saúde e estabilidade da segurança da população. Visa apenas não “furar” a festa, o que causará um prejuízo irreparável para muitos empresários que, por conta do COVID-19, perderam uma fortuna incalculável por não realizarem os eventos do período junino.

Decreto de Estado de Emergência

Na edição do dia 4 de fevereiro de 2020, o Jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria que mostrava a atitude e preocupação do Governo Federal que alertou a todos os governos estaduais e prefeituras do Brasil, sobre o perigo da realização do Carnaval desse ano por conta da chegada do coronavirus, o “vírus chinês” que viria para matar.

Os governadores, sobretudo dos estados da Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco, onde os carnavais são de maiores expressões e aglomerações do planeta, não deram importância ao “Estado de Emergência” decretado pelo Presidente Jair Messias Bolsonaro, e autorizaram a realização dos eventos em seus estados, tendo o apoio dos prefeitos das capitais Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, que juntas, aglomeraram de forma “enlatada”, mais de 10 milhões de pessoas por dia, durante pelo menos sete dias consecutivos, em uma mistura internacional sem precedentes.

Matéria da Folha de São Paulo:

“Governo federal decreta estado de emergência para conter coronavírus no Brasil
Bolsonaro também enviou ao Legislativo PL que cria quarentena e torna exames, vacinação e tratamento obrigatórios”

Leia a matéria da Folha de São Paulo do dia 4 de fevereiro de 2020, portanto, antes do Carnaval, acessando o link https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/02/governo-decreta-estado-de-emergencia-por-causa-de-surto-do-coronavirus.shtml

Clóvis Dragone – Jornalista – Editor Revista EXCLUSIVA

Deixe um Comentário